BLOG

    artigo

    04 Habilidades em alta na Indústria Farmacêutica

    Publicado em 21/05/2019

    Empresas bem estabelecidas na indústria farmacêutica estão sob pressão significativa no mercado cada vez mais globalizado de hoje em dia. Embora tenham muitos recursos à sua disposição, elas agora estão em um cenário competitivo que conta com uma nova geração de startups de biotecnologia menores e mais ágeis que têm a liberdade de reagir rapidamente devido a uma estrutura mais leve.

    As empresas farmacêuticas responderam a essas pressões repensando seus processos de aquisição e desenvolvimento de talentos. Somente a inovação de produtos não é suficiente para mantê-los à frente em um mercado competitivo. Uma pesquisa de 2016 com executivos da indústria farmacêutica descobriu que, das seis questões mais sérias relacionadas ao lançamento de um novo produto, quatro delas estão relacionadas ao talento. Isso explica por que 60% das empresas farmacêuticas já estão atualizando seu fornecimento de talentos, com outros 27% considerando mudanças.

    Veja algumas das principais tendências de talentos na indústria farmacêutica hoje:

    Flexibilidade

    O setor de saúde em geral está experimentando níveis sem precedentes de disrupção. As empresas precisam se manter informadas sobre as circunstâncias políticas, mudanças regulatórias e tecnológicas se quiserem permanecer competitivas. Nesse ambiente, agilidade e flexibilidade são fundamentais para o sucesso da liderança. As farmacêuticas estão à procura de pessoas que entendam como a tecnologia pode ajudar as pessoas a ter maiore controle sobre sua saúde. Há uma grande oportunidade para organizações dispostas a adotar as percepções de big data e machine learning e encontrar maneiras de incorporar realidade virtual e aumentada na pesquisa e entrega de produtos. A próxima geração de talentos farmacêuticos deve encontrar formas de se adaptar a essas tecnologias ou correr o risco de ficar atrás de concorrentes mais inovadores.

    Diversidade

    Com a economia cada vez mais global, nenhuma empresa pode se concentrar exclusivamente no mercado interno. A aquisição de talentos tornou-se cada vez mais diversificada como resultado. Muitos departamentos de RH procuram candidatos com experiência no exterior ou que já trabalharam em alinhamento com equipes internacionais. Criar uma força de trabalho culturalmente diversificada não apenas fornece uma ampla gama de perspectivas que pode tornar as empresas mais eficazes em mercados estrangeiros, mas também a diversidade de experiências e pensamentos que ajudam a impulsionar a inovação e a melhorar a adaptabilidade. A pressão pela diversidade também desempenha um papel fundamental no desenvolvimento de talentos. A diversidade também traz mais perspectivas e vozes quando as organizações buscam soluções inovadoras para os problemas. Pesquisas demonstraram que equipes diversificadas não são apenas mais produtivas, mas também são mais propensas a desenvolver e implementar as ideias criativas que dão às suas empresas uma vantagem competitiva.

    Transferência de conhecimento

    Os funcionários de hoje têm menor probabilidade de permanecer em uma única empresa do que as gerações anteriores. Em uma indústria complexa como a farmacêutica, a perda de talentos pode ser devastadora devido ao conhecimento institucional que eles levam consigo. As empresas estão trabalhando agora para garantir que o conhecimento seja transferido de forma mais eficaz para reduzir o efeito disruptivo do volume de negócios, especialmente em posições mais técnicas e voltadas para o cliente. Programas de desenvolvimento fortes também podem ajudar a garantir que os novos talentos tenham acesso ao conhecimento necessário para enfrentar os maiores desafios do setor.

    Feedback e Desenvolvimento

    A geração dos Millenials já compõe uma parcela crescente de talentos farmacêuticos, o que forçou as empresas a se adaptarem às características e necessidades únicas dessa geração. A principal dessas necessidades é um forte desejo de feedback de desempenho frequente. Eles querem saber como desenvolver melhor as habilidades que os tornarão mais eficazes em seu papel atual e mais competitivos para posições futuras. Investir em um processo de feedback que cria uma conversa sobre o desenvolvimento de sua carreira pode ajudar a mantê-los engajados e contribuir para taxas de retenção mais altas.