Entrevista com Colaborador: Thais Pereira

Thais Pereira é colaboradora Captativa alocada em um cliente da Indústria Farmacêutica. Analista de assuntos regulatórios, ela lida com medicamentos para pacientes com doenças raras junto aos órgãos reguladores. Nesta breve entrevista ela nos conta sobre o dia a dia da profissão, desafios e gratificações.

– Qual a sua formação e o cargo atual? 

Sou Farmacêutica, formada pela UNIFESP e hoje atuo como Analista de Assuntos Regulatórios em um cliente da Captativa.

– Como chegou até o processo de seleção da Captativa? 

Vi o anúncio da vaga na internet, me apliquei e logo me contataram para conversar.

– Como é atuar na de assuntos regulatórios? Quais os principais desafios que enfrenta no seu dia a dia? 

Atuar em assuntos regulatórios é abordar diversos aspectos do negócio todos os dias, para os quais em geral não nos familiarizamos durante o curso, é conhecimento aprendido na prática. Muitas vezes pode ser burocrático demais (muitos processos, documentos e legislações), mas é muito mais que isso. No fim do dia você percebe que está entregando melhorias para o seu produto, suportando o seu negócio, buscando aprovações junto a agência reguladora que trarão um grande ganho para os pacientes. Nós estamos envolvidos em todas as etapas do ciclo de vida do produto, desde o seu desenvolvimento até depois, quando ele já está no mercado. A interface com outras áreas é intensa e precisamos estar preparados para pressões, cobranças, pensar estratrategicamente, desenvolvendo mais do que hard skills para ser de fato um parceiro do negócio.

– O que considera como gratificante em seu trabalho?

 O mais gratificante, principalmente quando o negócio é voltado para pacientes com doenças raras, é saber que de fato os medicamentos sob quais você tem responsabilidade junto a ANVISA e outros órgãos reguladores, são essenciais e significam muitas vezes continuar vivendo e com mais qualidade. Cada novo paciente é uma vitória e você sente que de fato seu trabalho muda a vida das pessoas.